terça-feira, 23 de maio de 2017

Romance de Superman e Mulher Maravilha foi apagado do UDC




O romance que abalou as estruturas do Universo DC já não existe mais; E pior, nunca existiu no passado segundo nota do escritor atual do título do Azulão na revista ACtion Comics: Dan Jurges.
Segundo o roteirista faltava esclarecer algumas coisas depois do estabelecimento do novo Superman (Que ocorreu durante a fase Superman Reborn) e isso era uma dessas.

 
A história ocorreu em Superman Reborn nas respectivas edições: Superman # 18 e # 19 e Action Comics # 975 e # 976.


Como resultado (spoiler) da fusão das duas versões do herói, as duas continuidades dos personagens se fundiram, com partes de seu passado tornando-se canônico e outras partes sendo descartadas. Uma desses elementos descartado foi o romance de Superman com a Mulher Maravilha.

Esta propagação de duas páginas da Action Comics # 976 resume alguns dos elementos que permanecem.





Jurgens também confirmou que os eventos do recente evento Superman Reborn vai ter um impacto sobre todo o pós-Rebirth do universo DC , e não apenas nos títulos Superman.

Enfim, um desrespeito com os fãs do casal poder, que gastaram Dinheiro pra acompanhar uma mentira por 5 anos. Mas não podemos esquecer que essa versão do Superman pós crise já teve um breve envolvimento e sentimentos românticos pela Princesa Amazona no passado. De uma certa forma foi daí que surgiu toda essa atração e tensão sexual entre eles quando atuam juntos.


É aquela coisa, Lois não foi seu primeiro amor, mas Diana vai ser seu último com toda certeza.




6 comentários:

  1. Me tira uma dúvida, por favor. Eu colecionei as revistas "Superman" e "Liga da Justiça" dos novos 52 só por causa do romance do Super com a Mulher Maravilha. Mas não comprei as revistas "Universo DC". Gostaria de saber se nas revistas do universo dc tem cenas de romance entre o super e a mulher maravilha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andreza. Eu colecionei por ser algo novo e com mais empolgação ainda após as notícias da Lois não ser mais par romântico do Super - Só aí já valeu. Quando soube que ia ser a Diana meu sentimento foi de YEEEEEESSSSSSSSS! Sobre sua pergunta a resposta é : Sim. Não lembro tudo de cabeça mas, pela revista UNIVERSO DC ter as revistas "Mulher-Maravilha" e "Batman/Superman" tem várias cenas dos dois juntos. Fora outras como Aquaman que tem alguns momentos também.
      Até mais!

      Excluir
  2. Que sacanagem é essa...?

    Quando pensamos que uma editora não podia piorar algo...
    Eles conseguem!!!!

    Mas, não importa o que digam ou façam, esse casal e a fase N52 já ficou consolidada na minha cabeça como sendo a definitiva no universo DC (apesar dos tropeços!).

    ResponderExcluir
  3. É Jonas. A DC que foi ousada ao mudar as regras do jogo no Reboot dos Novos 52 em 2011, mas voltou atrás e preferiu ficar no velho feijão com arroz pra não comprar brigar com os fãs mais antigos. Hoje o Renascimento que começou com fôlego - normal de qualquer Reboot - já se encontrar em números semelhantes ao dos novos 52 após 2 anos de existência (com a diferença que eles só tem 1 ano).
    Mas não importa o que eles digam ou façam. Superman e Mulher-Maravilha tiveram um romance Canon durante a cronologia oficial por um tempo (sem terras alternativas e mundos paralelos) e isso foi uma grande vitória pra nós fãs do casal, afinal, inspirou estátuas, animações e diversos produtos com a estampa do CASAL PODER SUPREMO. E outra, temos 52 terras na DC, o Multiverso está aí e tenho certeza de que, Kal e Diana estão juntos em algum lugar por aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como de costume e como gostam de dizer o universo dos quadrinhos...

      "Foi um romance que abalou universos"

      Só essa frase já diz muita coisa, e de tal forma que o romance arroz com feijão com Lois nem chega ao nível de ser comparado.
      Mas, de certa forma, eu até entendo algumas razões do porque a editora, editores, escritores das histórias do Superman insistem ainda em querer retratar esse romance entre Superman/Lois assim também como Batman/Diana etc. Tem haver mais o conceito literário tirados dos romances greco/romanas, onde, quando havia a presença de uma entidade divina e vivia praticamente entre os homens ou por um tempo limitado, era quase que regra geral que este ser divino teria que ter, ao menos, um relacionamento amoroso com um(a) mortal. E isso é para remeter aquela idéia da união e compilação entre o humano e o divido de dois tornando-se um, só que num romance é claro!
      Mas querer retratar isso nos dias de hoje, já não cola mais, principalmente por esta diferença (humano/divino) tornar-se um abismo intransponível. Porém, a idéia casa muito bem com seres semelhantes, como no caso do Superman/WW assim também como Bruce/Selina(Mulher Gato). Tá, esse último vc pode até discordar em certos aspectos, mas eu acho a idéia desses dois um espetáculo na histórias de ambos e dessa dualidade psicológica, ética, moral e por dever de ambos.

      E também, o que a editora fez agora não inflige ou impede do arcos já famosos e/ou quaisquer outras formas de coloca-los novamente como o casal que tanto gostamos, como o que ocorreu no arco "Reino do Amanhã", "Injuste - Deuses entre nós" entre outros e estão tão firmemente presos em nossos corações.

      Excluir
    2. Como de costume e como gostam de dizer o universo dos quadrinhos...

      "Foi um romance que abalou universos"

      Com toda certeza meu caro.

      “Só essa frase já diz muita coisa, e de tal forma que o romance arroz com feijão com Lois nem chega ao nível de ser comparado.”

      Não mesmo. Impossível.

      “Mas, de certa forma, eu até entendo algumas razões do porque a editora, editores, escritores das histórias do Superman insistem ainda em querer retratar esse romance entre Superman/Lois assim também como Batman/Diana etc. Tem haver mais o conceito literário tirados dos romances greco/romanas, onde, quando havia a presença de uma entidade divina e vivia praticamente entre os homens ou por um tempo limitado, era quase que regra geral que este ser divino teria que ter, ao menos, um relacionamento amoroso com um(a) mortal. E isso é para remeter aquela idéia da união e compilação entre o humano e o divido de dois tornando-se um, só que num romance é claro!”

      Entendo isso, sou fã de Mitologia grega e nórdica. Mas o legal dos super heróis é que eles não precisam ficar preso a conceitos literários para sempre. Os próprios Reboot’s tem essa ideia de atualizar suas respectivos conceitos. Sobre o arquétipo Deus/Humana, isso funcionou no passado, em outra geração. Porém, depois de mais de 70 anos explorando a mesma coisa esses romances ficaram saturadas e sem graça demais. Sem evolução. Tanto que, eles resolveram adicionar um elemento extra a equação (no Renascimento) que foi Jon, o filho do Superman com a Lois, pra tentar fazer funcionar atualmente. Apenas fãs saudosistas ficam presos ao passado e temem mudanças. A sociedade muda, as coisas evoluem, é a regra. É natural.

      “Mas querer retratar isso nos dias de hoje, já não cola mais, principalmente por esta diferença (humano/divino) tornar-se um abismo intransponível.”

      Exatamente. Não cola mais. E outra, Clark é humano suficiente pra Diana se o paradigma fosse apenas esse. Acredito que haja uma resistência da safra de escritores também, que não são sucetiveis a novas idéias e ficam querendo mitigar o passado remoendo essa simbologia literária/clássica greco-romana.

      “Porém, a idéia casa muito bem com seres semelhantes, como no caso do Superman/WW assim também como Bruce/Selina(Mulher Gato). Tá, esse último vc pode até discordar em certos aspectos, mas eu acho a idéia desses dois um espetáculo na histórias de ambos e dessa dualidade psicológica, ética, moral e por dever de ambos.”

      Não, eu concordo. Bruce e Selina são perfeitos. A dualidade psicológica é incrível. Aliás Batman combina com qualquer vilã de sua galeria. Isso é incrível. Parece até que elas são criadas para serem seu complemento. As únicas heroínas que dariam um bom par com o Morcego pela química mesmo são: Zatanna e Canário Negro na minha opinião. Mulher-Maravilha não tem nada haver com o Morcego...

      “E também, o que a editora fez agora não inflige ou impede do arcos já famosos e/ou quaisquer outras formas de coloca-los novamente como o casal que tanto gostamos, como o que ocorreu no arco "Reino do Amanhã", "Injustiça - Deuses entre nós" entre outros e estão tão firmemente presos em nossos corações.”

      Claro que não. Eu iniciei meu amor por esses dois personagens durante “O Reino do Amanhã”. Ali começou tudo. E vai continuar, afinal eles são parceiros naturais. No próprio passado (Pós-Crise 1987) o Bryne retratou isso e diversos outros escritores. Quando eles estão juntos a tensão sexual, o companheirismo e amizade são fortes demais. E isso são as bases de qualquer grande amor.

      Excluir