sábado, 13 de agosto de 2016

5 motivos pelos quais não gostamos da Lois como par romântico do Superman

Com a DC voltando ao velho Feijão com arroz, resolvi falar sobre coisas que tornaram o relacionamento do Superman e da Lois  um tanto maçante e chato ao longo do tempo, desde o namoro ao casamento. E espero que esses pontos não se repitam nessa nova fase, afinal ninguém aguenta mais. Isso me lembra até aquela máxima sobre mudanças :  O que os fãs querem? Mudanças! E quando mudam, o que eles querem? Que tudo volte a ser como era antes. 
Divirtam-se: 

1 – Amor platônico 
A história de amor de Lois e Clark, ou melhor Lois e Superman é uma genuína história de amor, daquelas que são rotuladas com o famoso “para sempre”, muitas vezes vista como impossível (E chata?). Não que eu ache esse tipo de história ruim, mas se era essa a ideia, então que pelo menos que tivéssemos o verdadeiro casal dessa premissa: Clark e Lana!! Sempre imaginei que esses dois fossem ficar juntos um dia
 antes de imaginar Clark e Diana como um casal é claro), como aquele relacionamento de adolescência que acaba, principalmente por falta de maturidade de ambos e cada um segue seu caminho, e após não dar certo com ninguém se reencontram de novo. Esse deveria ter sido o rumo das coisas desde o início. Mas, como em teoria a Lois foi criada primeiro que a Lana, acabou sendo cedido a ela esse papel na história e a Lana serviu apenas como um “tapa buraco”  do passado do personagem. 

 Superman x Clark 
Lois sempre se importou mais com o Superman do que com seu colega de trabalho Clark Kent. Até descobrir que os dois eram na verdade a mesma pessoa. Como a DC insiste em forçar a barra, ao dizer que o Superman é que é a identidade secreta e Clark Kent é quem ele realmente é ( para mim é o inverso – Clark é o disfarce e não consigo consigo ver de outra maneira) não consigo imaginar ele se interessando por alguém que não o enxergava como HOMEM e o humilhava profissionalmente sempre que podia, enquanto caia de amores pelo seu musculosos alter ego (se mostrando alguém totalmente superficial e interesseira). 

  Mortalidade e Moralidade 
Como diabos um deus se apaixona a primeira vista por uma mortal a e ainda por cima que nem tão atraente é assim - Ah mas um monte de deus se apaixona por mortais na mitologia grega, é mas você já viu as mortais? São mulheres muito atraentes e de belezas surreais, a Lois tá longe dessa discrição Hehehe. Afinal, Homens são seres muito visuais e faria muito mas sentido se apaixonar a primeira vista pela Mulher-Maravilha (como de fato aconteceu na história do Bryne em 88) do que por um simples humana média (vai ver que por isso que ele é alienígena né? Hahaha).  A impressão que o primeira encontro do clark com a Lois  passa é extremamente forçado. Como se ele fosse um alien que nunca viu uma mulher antes na vida, e cai de amores pela primeira que encontra em sua frente. Ele a vê e se encanta. Fica hipnotizado - Esse gosta de ficar sendo zoado pela colega de trabalho e ainda acha bonitinho, vai entender. Faria muito mais sentido trabalhar a relação de outra forma, com por exemplo, explorar uma possível amizade entre os doisque evoluiria pra uma cumplicidade e por fim nasceria o  amor. 
Mas ainda assim não explicaria como um ser com tanta responsabilidade e peso nos ombros (Lembrando que ele escolheu essa responsabilidade) iria se entregar a um relacionamento com uma humana frágil e que ele sabe que pode colocar em risco a vida só por estar próximo dela. Afinal, a vida que escolheu é perigosa demais – repleta de inimigos poderosos -pra aventurar algo desse tipo. É muito egoísmo  e falta de moral do Super colocar seus desejos pessoais acima da humanidade ou então é ingenuidade, vai saber... 

4 – Donzela em perigo 
Esse todo mundo já conhece. A DC tem tentado mudar essa imagem, mas quando você está ao lado de um ser superpoderoso com vilões que são monstros, deuses e alienígenas fica meio difícilLois pode ter muita fibra e força, mas de nada vai adiantar, por exemplo, perante um ser como Apocalypse ou Darkseid. Isso acaba deixando o Superman sem foco em sua missão de ajudar as pessoas. Era incrível como a Dona Lane tinha o superpoder de estar no lugar errado, na hora errada a espera do seu herói para resgatá-la voando mais rápido que uma bala. Sem contar que ele deve ter de ignorar muitos inocentes no processo, já que não pode estar em vários lugar ao mesmo tempo. Enfim, esse trabalho na verdade  era pra ser de 24h por dia/7vezes por Semana (mas ninguém é de ferro não é mesmo?) A melhor maneira de solucionar isso seria namorando alguém do mesmo ramo que você é, que entende a sua situação que você não precise ficar de olho o tempo todo – isso te lembraram alguém né?é, a mim também... 

5 – Aparecimento Forçado 

Aonde o Superman está Lois magicamente aparece. Isso sem conta nas tantas e tantas vezes que ela se mete em encrenca sabendo que seu marido tem coisas sérias pra resolver e gente pra salvar. Seria só pra chamar a atenção ou pra testar seu amor? Vai, é sacanagem sendo qualquer uma das duas coisas. Sem falar que os roteiristas tem de suar pra encontrar cada vez mais desculpas esfarrapadas pra introdução da Lois em situações que claramente não exige sua presença ( O filme O Homem de Aço que o diga). O maior poder da Lois sempre foi aparecer onde o roteiro exige, mesmo que não faça o menor sentido. 

6 - relacionamento perfeito 
Que o Superman clássico é um ideal de perfeição ninguém tem dúvida, afinal a DC transformou o personagem em uma espécie de Jesus Cristo do universo DC. Aquele ser capaz de extinguir as trevas só com o som de suas cordas vocais. Agora imagine se uma cara perfeito se casa com uma mulher que não é perfeita, o que nós temos? Uma relação interessante, com reviravoltas, brigas, desentendimentos, reconciliação e muita adrenalina não é? Bem não é bem por aí. Não lembro de uma única vez que os dois tenham brigado pra valer. Sem estar sofrendo controle mental, mágico ou tecnológico. A relação era como de um casal feliz desses de cinema - com a diferença que no cinema temos 2h e nas HQs foram mais de 15anos. Isso por que considero apenas a fase pós crise. Lois sempre lideu bem com o fato de ser namorada/mulher do Superman. O fato de ser caçada e quase morta várias vezes nunca a preocupou. Muitas teriam desistido, mas ela foi criada pra isso, não poderia. Afinal namorar um alienígena vale super apena - o que é a morte não é mesmo? 

Bom, pelo menos agora temos o Jon pra tornar as coisas mais interessantes e nos salvar dessas mesma histórias. Ninguém ia aguentar mais 15 anos de tanto mimimi. Tenho de reconhecer que a DC teve colhões dessa vez, quer dizer, até o próximo Reboot. 
Espero que tenham curtido. E aí qual a opinião de vocês, tirariam algo, acrescentariam? 
Um abraço e até a próxima! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário